Publicado em
Categoria

| 29/10/2021

Fonte: Portal Siderurgia Brazil

Segundo dados da World Steel Association, entidade internacional que reúne as informações relativas à produção de aço em 64 países ao redor do mundo, no mês de agosto, foram produzidas 156,8 milhões de toneladas, o que representou uma queda de 1,4% em relação ao mês anterior. Mas no ano de 2021 entre os meses de janeiro a agosto foram produzidas 1.321,9 milhões de toneladas com crescimento de 10,6% em relação a igual período de 2020.

Olhando para as produções individuais dos países, as principais posições foram as seguintes:

A China produziu 83,2 Mt em agosto de 2021, com uma queda de 13,2% em relação a agosto de 2020. Foi o único país no mundo que reduziu sua produção.

Todos os demais países que compõem o chamado top ten na produção mundial apresentaram alta a saber: a Índia produziu 9,9 Mt, alta de 8,2%; o Japão produziu 7,9 Mt, com aumento de 22,9%; os EUA produziram 7,5 Mt, com alta de 26,8%; estima-se que a Rússia produziu 6,3 Mt, um aumento de 4,4%; estima-se que a Coreia do Sul tenha produzido 6,1 Mt, um aumento de 6,2%; estima-se que a Alemanha tenha produzido 3 Mt, um aumento de 6,7%; a Turquia produziu 3,5 Mt, alta de 7,1%; o Brasil produziu 3,1 Mt, um aumento de 14,1%. Por fim estima-se que o Irã tenha produzido 2,5 Mt, um aumento de 8,7%.

Percebe-se que mesmo com a queda na produção da China, ainda assim sua produção representou 53% da produção mundial.

As projeções indicam certa estabilidade na produção mundial até o final do ano.

Fonte: https://www.worldsteel.org/